sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Homem Formiga e a Vespa: uma cena chama a atenção.


Em uma das cena do filme "Homem Formiga e a Vespa", propositadamente o diretor Peyton Reed, nos chama a atenção para um problema real da modernidade social: enquanto o Homem Formiga tenta agarrar e fazer parar um ônibus em alta velocidade, freando no asfalto com os pés, as pessoas num "café" parecem bem alheias e distantes ao que se passa lá fora, por estarem tão conectadas em seus mundos!
Cenas do nosso cotidiano e uma crítica a sociedade robotizada!
Será que você ao assistir o filme percebeu também isso?

Confira a cena no trailer abaixo:

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Bernardo Bertolucci, cineasta italiano, morre aos 77 anos

DIRETOR DO POLÊMICO 'ÚLTIMO TANGO EM PARIS', 'O ÚLTIMO IMPERADOR' E 'OS SONHADORES' MORREU EM ROMA. IMPRENSA ITALIANA CITA 'LONGA DOENÇA', MAS CAUSA DA MORTE NÃO FOI REVELADA.

O cineasta italiano Bernardo Bertolucci, presidente do júri da competição oficial, chega ao tapete vermelho do 70º Festival de Veneza, em 2013 — Foto: Tiziana Fabi/AFP Photo
O cineasta italiano Bernardo Bertolucci, diretor de filmes como o polêmico
 "Último tango em Paris" (1972), o premiado "O último imperador" (1987) e 
"Os sonhadores" (2003), morreu nesta segunda-feira (26) aos 77 anos.
De acordo com a imprensa italiana, ele estava em casa, em Roma, mas 
a causa da morte não foi revelada. O jornal "Corriere Della Sera" cita "uma 
longa doença".
Considerado o último grande mestre do cinema italiano, com filmes de 
forte teor erótico, político e psicológico, Bertolucci fez ainda obras-primas 
como "Antes da revolução" (1964), "1900" (1976), "O conformista" (1970).
Com "O último imperador" (1987), levou o Oscar de melhor diretor (é o único 
italiano a ter levado o prêmio), melhor filme e melhor roteiro. O longa faturou, ao
 todo, nove estatuetas. Em maio de 2011, ele recebeu uma Palma de Honra, 
no Festival de Cannes, pelo conjunto de sua obra.
Além de filmes de ficção, Bertolucci dirigiu documentários. Iniciou a carreira 
artística como poeta e também se destacou como roteirista. Assinou, por 
exemplo, "Era uma vez no oeste" (1968), de Sergio Leone.
Ele era casado desde 1978 com Clare Peploe.

Bernardo Bertolucci (esq.) conversa com os atores Marlon Brando e Maria Schneider durante gravação de 'O último tango em Paris' em fevereiro de 1973 — Foto: AP Photo


POLÊMICA DE 'ÚLTIMO TANGO...'


os últimos anos, Bernardo Bertolucci vinha sendo alvo de críticas após ter 
vindo à tona um vídeo no qual ele admitiu ter filmado uma cena de sexo 
não consentida em "Último tango em Paris".
No vídeo, gravado originalmente em 2013 mas republicado por uma 
ONG espanhola no final de 2016, Bertolucci conta que a atriz Maria 
Schneider (1952-2011), na época com 19 anos, não sabia de antemão
 o que aconteceria numa cena na qual Marlon Brando (1924-2004) usa 
manteiga como lubrificante.
A sequência é uma das mais famosas e polêmicas da história do cinema 
e intensificou a censura ao longa ao redor do mundo.
"A sequência da manteiga foi uma ideia que tive com Marlon na manhã 
anterior à filmagem", lembrou o diretor. "Fui horrível com Maria, porque 
não lhe disse o que iria acontecer". De acordo com ele, a intenção era fazer 
Schneider reagir "como uma menina, não como um atriz".
No vídeo, Bertolucci conta ainda que não voltou a ver a atriz depois das 
gravações do filme, porque "ela o odiava". Na época, o diretor afirmou 
sentir-se culpado pelo episódio, mas não arrependido. "Para fazer filmes 
e obter algo, às vezes precisamos ser completamente frios."
Em uma entrevista de 2007 ao tabloide britânico "Daily Mail", Schneider 
afirmou que se sentiu humilhada e "um pouco estuprada" durante as filmagens. 
A atriz contou que a cena não estava no roteiro original e que foi informada 
sobre o conteúdo pouco antes da filmagem, mas disse que não houve sexo real.
"Marlon me disse: 'Maria, não se preocupe, é só um filme'. Mas, durante a 
cena, mesmo que o que Marlon estava fazendo não fosse real, eu estava 
chorando lágrimas de verdade", disse.
"Eu estava com tanta raiva. Eu deveria ter ligado para o meu agente ou ter 
pedido que meu advogado fosse ao set porque você não pode forçar 
alguém a fazer algo que não está no roteiro, mas na época eu não sabia disso."
"Último tango em Paris" teve duas indicações ao Oscar: melhor diretor e 
melhor ator (para Brando).

POETA

O diretor italiano Bernardo Bertolucci — Foto: Reuters

Bernardo Bertolucci nasceu em 16 março de 1941, em Parma. Seu 
pai, Attilio, era professor de história da arte, poeta, escritor e crítico de 
cinema.
Influenciado por Attilio, Bernardo começou a carreira artística também 
como poeta (chegou a ganhar prêmios literários). Cursou Literatura 
Moderna na Universidade de Roma, mas depois optou por se dedicar 
ao cinema.
Inicialmente, trabalhou como assistente de direção em "Accatone – 
Desajuste social" (1961), do cinesta e escritor Pier Paolo Pasolini 
(1922-1975), amigo de Attilio.
Foi também por influência de Pasolini que Bertolucci dirigiu seu primeiro 
longa , "A morte" (1962). Com 21 anos, fez uma estreia com críticas 
negativas. O segundo filme, porém, "Antes da revolução" (1964), teve 
recepção mais favorável.
Da produção inicial, outros destaques foram "O conformista" (1970), 
que rendeu indicação ao Oscar de melhor roteiro adaptado, e "A 
estratégia da aranha" (1970).
Nos anos 1970, além de "O último tango...", dirigiu "1900"( 1976), q
ue tem no elenco grandes nomes, como Robert De Niro, Burt Lancaster, 
Gérard Depardieu e Donald Sutherland.
Ao longo das décadas seguintes, Bertolucci lançou filmes que 
aumentaram sua popularidade e novamente com elencos estrelados, 
caso de "O céu que nos protege" (1990), com John Malkovich e Debra 
Winger, e "O pequeno Buda" (1993), protagonizado por Keanu Reeves. 
Em "Beleza roubada" (1996), dirigiu Jeremy Irons e a então novata Liv Tyler.
Já neste século, uma de suas obras mais conhecidas é "Os sonhadores" (2003), 
com Eva Green, Louis Garrel e Michael Pitt vivendo três jovens em Paris 
durante o maio de 1968.
O último longa de Bernado Bertolucci é "Eu e você" (2012).

Fonte: https://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2018/11/26/
morre-cineasta-bernardo-bertolucci.ghtml

domingo, 23 de setembro de 2018

INFORMATIVO AOS CLIENTES



INFORMATIVO AOS CLIENTES:

A partir desta segunda-feira dia 24/09/2018, a Exxa Filmes Videolocadora, NÃO atualizará mais seu acervo de filmes em DVD LANÇAMENTO, os chamados “filmes rental” (já não estamos atualizando os Blu-rays desde julho/18) pelos simples motivos de “avanço tecnológico”, baixa procura pelos filmes mais novos devido as plataformas e serviços de streaming, locadoras digitais e TVs a cabo, além é claro da pirataria tecnológica que nunca deixou de existir, só migrou para uma nova funcionalidade!

Durante 13 anos (estamos desde 2005), prezamos pelo bom serviço, mas lutar contra a imposição da tecnologia de massa à preços relativamente baixos, falta de incentivo na cultura, a falta de ética e profissionalismo das empresas distribuidoras e revendedoras de filmes em mídia física (discos), nos deixando sem material de trabalho por vários dias, com atrasos e pedidos faltosos, assim como a praticidade e a adesão dos nossos clientes (que não querem mais sair de casa) a estas tecnologias, nos faz repensar até que ponto é interessante manter este serviço nas condições atuais, continuar é quase impossível.

Portanto agradecemos do fundo do coração aos clientes que nos acompanharam durante todo esse tempo, mas manter a prestação do serviço com qualidade, preços, variedades, novidades está quase impossível na situação atual e com a economia desfavorável.

Não nos cabe procurar culpados, é apenas realmente e, sinceramente, por condições de mudanças comerciais e tecnológicas!

A Exxa Filmes ainda continuará com seu acervo por algum tempo. Embora alguns títulos já estamos colocando à venda.  Se gosta dos filmes que temos por aqui nos faça uma visita, para locação ou compra. O acervo ainda estará sendo atualizado, mas somente o ACERVO (filmes que já não são mais lançamentos) em DVD, já que ainda são os mais procurados por aqui, talvez pela dificuldade de encontrá-los nos caminhos digitais. Em nosso site: www.exxafilmes.com.br você encontra o que dispomos no acervo.

Em breve faremos a alteração do nome “Exxa Filmes Videolocadora” para uma nova nomenclatura, pois iremos continuar com a nossa Revenda Cacau Show, o nosso Café TRES, a venda de artigos “Geek” e os produtos para presentes, hoje, nossos carros-chefe. Continue conosco para saber as novidades. O Instagram, Facebook, e Whatsapp, serão sempre atualizados com as mudanças e novidades. Aceitamos pagamentos de nossos produtos em dinheiro, cartões de débito e crédito (sistema Mobile Rede). Atendemos de Segunda à Sábado das 14h às 20h. Em breve nosso horário de atendimento irá ser alterado.

Mais uma vez, obrigada a todos! Mudanças sempre são necessárias para quem vive de comércio, a roda gira, e a dinâmica é o que nos faz sonhar e enfrentar novos desafios.

Fiquem com Deus e mantenham a fé!

Kyka Freitas (Administradora, MEI, Consultora e Revendedora)





.

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Cansado de assistir Marleu e Eu? Que tal então Marley & Eu 2...

A imagem pode conter: cão e texto

Tá cansado de assistir o 1º "Marley & Eu" na TV? Eu também...
Mas, tenho a solução pra você!
Que tal assistir o 2º ? Agora você para de reclamar de uma vez por todas!
Alugue aqui na #ExxaFilmesVideolocadora
Sinopse: Marley está de volta em uma nova aventura que fará todos os rabos abanarem! E desta vez, ele fala! É isso mesmo, "o pior cão do mundo" tem uma voz brincalhona e um comportamento igual. Junte-se a Marley no tempo em que era um filhote bagunceiro, época em que ele e seu amigo das férias de verão, Bodi Grogan, detonam numa competição canina. Marley supera dobermanns, pastores e collies, sempre conquistando todos os corações com seu jeitão adorável. Coloque suas patas em Marley e Eu 2: Filhote Encrenqueiro e garanta muitas risadas para a família toda!

DVD Estranha Obsessão

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

"Minha amiga que filme é esse hein? Você tentou me enganar, disse que eles se apaixonavam e tals, enfim, é uma tremenda obsessão, que negócio da poxa! Um filmaço!" (M.cliente Exxa Filmes)

Pois então, nós não podemos contar a história toda né gente, senão vira spoiler, além disso tem que criar a curiosidade em vocês pra assistir um bom filme! 

DVD Estranha Obsessão
Falam que o Ethan Hawke não é lá um atorzão, mas os filmes dele sempre são bem locados e já bem depois do "Antes da Meia-noite"...
Sinopse: Um escritor tenta se reconectar à família e, ao mesmo tempo, vencer um bloqueio para escrever. Em meio a esta fase ruim, ele se envolve com uma bela viúva e retoma a criatividade literária, mas descobre que há um preço muito alto a pagar.

#ExxaFilmesVideolocadora #filmaço #EthanHawke#Suspense #drama #videolocadora #filmes#romance #atração #obsessão #semspoilers

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Sobre os Cafés servidos na Exxa Filmes - Episódio 1 - Café Melitta


"Só para lembrar: cada um tem seu gosto e paladar! 
Aqui é a minha opinião."

Começando por aqueles servidos em casa mesmo. Vamos ao Melitta Tradicional intensidade 8, torra clássica, aroma e sabor marcantes. 

Fiz conforme diz a embalagem (4 colheres bem cheias de café - 80 g para cada litro de água quase fervida). Me servi.

Sinceramente ele puro... já provei cafés melhores. Tem um sabor de cafés do sul e cheiro de campo. Mas sem grandes novidades. Achei suave. Tem sabor diferenciado realmente e quem tomar saberá que é o café Melitta (@MelittaBrasil). Marcante realmente.

Resolvi misturar com leite em pó daquela marca de lata e bem conhecida kkkk. Olha, melhorou bastante viu?! Um café muito bom pra tomar pela manhã e com leite em pó, não testei com leite UHT e nem os líquidos de saquinhos. 

Fiz café filtrado e também provei numa cápsula reutilizável fazendo um espresso dele, "realmente não foi feito pra ser servido como espresso", mas fica bom também. 

Minhas amigas Barbara Gentil e Ruth é que gostam dele. 

Pra mim nota 8,0 no geral. Prove você também e comentem por aqui. 

*Aqui na Exxa Filmes Videolocadora & Cia, o Café Melitta é servido na forma "FILTRADA/COADA"

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Achados na Exxa Filmes, Zodíaco, o filme adulto de Fincher (por Revista Cidade Nova)


Por Emanuel Bombim - Claquete (junho 2018)

De antemão, é importante saber: este é um filme denso, que não carrega respostas fáceis. Nem por isso deixa de ser instigante. Zodíaco se apresenta como um tradicional filme de 'serial killer'. Mas não demora muito para sair dessa lógica elementar da revelação do criminoso para investigar algo mais sério: o impacto destrutivo que o crime causa em quem está no seu entorno. Elucidar o mistério não é o primeiro ítem na ordem das coisas. E, assim, Fincher (o mesmo de Seven, 7 crimes capitais) entrega um labirinto desconfortável. Exige bastante de seu expectador, que, sem dúvida, se sentirá recompensado no final.

sábado, 7 de julho de 2018

O Terror e Seus Subgêneros (por Blog Nerd Profeta)


Comecei a falar sobre o gênero do terror na indústria cinematográfica e, para a felicidade de alguns e infelicidade de outros, não irei parar tão cedo. Além de amar o terror, verdadeira e profundamente, ele trás consigo uma pauta gigantesca para ser discutida.

Seria inocência de qualquer um querer colocar todos os filmes de terror numa mesma categoria, sem grandes especificações, quando, na realidade, existem divisões bem claras dentro desse gênero. Imagine falar sobre Poltergeist como se fosse o mesmo tipo de filme que A Hora do Pesadelo é. Não faz sentido. É exatamente por isso, e para facilitar tudo, que existem os subgêneros, não apenas no terror cinematográfico, mas também em todos os gêneros existentes nessa indústria.

Neste artigo, iremos abordar os subgêneros mais populares e marcantes do terror! Então, sem mais delongas, vamos começar!

1 – Sobrenatural


Poltergeist. É o primeiro nome que surge na minha cabeça quando penso nesse subgênero. Todos conhecem esse filme. E não estou falando da refilmagem, que não manteve a qualidade que as produções anteriores, estou do falando do grande clássico! Não existe representante melhor!
Esse subgênero é definido pela presença de uma força sobrenatural no filme, seja hostil, seja pacífica. Nos blockbusters, como Invocação do Mal, normalmente nos deparamos com demônios, entidades misteriosas, fantasmas amargurados e afins. E eles querem, a todo custo, destruir os humanos. O motivo? Nem sempre precisa ter. Porém, nos filmes mais caprichados, essa relação é mais sofisticada, com motivações, ou há uma razão maior para aquilo tudo, como acontece em Os Outros. 
É um subgênero que é popular. Sempre foi e sempre será, pois, que a verdade seja dita, o sobrenatural sempre irá fascinar o ser humano.

2 – Teen

Jovens estão no período de férias. Eles viajam, despreocupados, para o interior, procurando diversão. Encontram um lugar maravilhoso. Divertem-se por um tempo. Alguns se amam, outros simplesmente se distraem. E, então, aparece alguém para estragar a festa. Pode ser um homem. Pode ser um monstro. Pode ser um demônio. Não importa. O que é importante, no final das contas, é que essa história terá mortes e sangue, muito sangue. 
Aí está o resumo de qualquer filme desse subgênero. Não há segredo. Sabemos que a maioria vai morrer. Sabemos que a mocinha vai sobreviver junto com o mocinho — aqueles de boa índole, geralmente. E sabemos que não vai impressionar, com raras exceções, claro. Um filme que se destaca é o fantástico A Morte do Demônio. 

3 – Slasher

Um homem que teve uma infância conturbada foge do hospício ansioso por sangue. Um assassino que morre e retorna no corpo de um boneco. Um homem que morre queimado e retorna para se vingar através dos sonhos das pessoas. Um idoso que entende que há algo de errado com a sociedade e decide ensiná-la da forma mais difícil. Em filmes assim, encontramos um assassino icônico, que fica marcado pela complexidade de sua história e seus motivos. 
Esse subgênero carrega filmes maravilhosos, como Halloween – A Noite do Terror e Brinquedo Assassino. Os assassinos geralmente usam armas cortantes — o que dá nome ao subgênero! —, como facas e machados, mas isso não é regra. Hoje em dia, encontramos maníacos e demônios que carregam martelos, perfuradores de gelo e muitos outros tipos de armas! 
Esse subgênero foi muito popular entre as décadas de 80 e 90, mas, atualmente, não está em voga na indústria cinematográfica. E quero que isso mude, pois, apesar de toda a saturação do gênero do terror, filmes desse tipo podem ser bem assustadores com uma boa direção! 

4 – Gore

Tripas. Sangue. Mortes. Mais tripas. Gritos. Dor, muita dor. Mais e mais tripas. Lágrimas. Sorrisos maliciosos. E tripas! 
O subgênero do gore é para pessoas fortes. Considerado, pela crítica em geral, uma forma grosseira e deselegante de retratar uma história, esses filmes apelam para a violência, chegando, às vezes, ao absurdo. Podemos destacar três filmes que chocam de verdade: Holocausto CanibalCentopéia Humana e Nekromantik. 
O primeiro que citei, Holocausto Canibal, é tão pesado que o diretor teve que se apresentar na polícia de seu país com os atores para provar que eles não foram mortos. Além disso, os animais que morrem durante o filme são reais! Isso mesmo que você está pensando! Estavam matando os animais na filmagem! Algo terrível, certamente, mas adorado por muitas e muitas pessoas. 

5 – Found Footage

Bruxa de Blair iniciou, por definitivo, esse subgênero. E, bem depois disso,Atividade Paranormal o popularizou. 
Found footage é outro estilo de filme que está em voga, atualmente, principalmente no cinema independente. Acontece que o custo para fazer esse tipo de filme geralmente é baixo, o que o torna muito atrativo para cineastas amadores ou iniciantes. 
Esse estilo é bem flexível, sendo possível abordar todos os tipos de histórias, desde situações sobrenaturais e com monstros, até o fim do mundo e maníacos que brincam com suas vítimas com câmeras amadoras. 

6 – Thriller

Uma mulher tomando banho. É possível ver uma silhueta se aproximando dela, por detrás da cortina do banheiro, mas ela não percebe. E, então, com uma música eletrizante, alguém aparece de súbito e esfaqueia a mulher inúmeras vezes. 
Essa é a clássica cena do banheiro de Psicose, um grande, se não o maior, representante desse subgênero. Ele é marcado pelo mistério, pelo suspense, pelo medo que é criado aos poucos. É uma experiência única assistir um thriller de qualidade, como Silêncio dos Inocentes, por exemplo. 
Um dos fatos mais interessantes desse subgênero é que ele está presente em outros gêneros do cinema, como ação e suspense. 

7 – Trash

 Já pensou em rir vendo um filme de terror? Bem, isso é possível, basta assistirSharknado e O Ataque dos Tomates Assassinos, onde vemos tubarões voadores e tomates assassinos matando muita gente! Sério, existem esses filmes e eles são de terror. Há sangue, há morte, há gritos. E muita coisa tosca! 
Mas, essa descontração, junto com cenas que podem chocar, cria uma combinação muito interessante. Diverte, distrai e impressiona. O absurdo da situação, inclusive, traz consigo muitas reflexões, às vezes. Re-Animator é um desses filmes, que, por sinal, foi praticamente o criador desse subgênero. Está certo brincar com a genética humana? Há limite para aquilo que fazemos dentro de um laboratório científico? Podemos brincar de Deus? 
A violência escrachada, tosca e absurda do trash é lindo. E é um subgênero que não pode, em hipótese alguma, sumir do gênero do terror. 

8 – Psicológico

Agora, sim, entramos no meu subgênero favorito! EraserheadA Metade Negra,Donnie DarkoOs Inocentes (1961)O Bebê de RosemarySuspiriaO Babadooko Iluminado e o atual It – A Coisa. São muitos e muitos filmes que poderia citar aqui, todos maravilhosos, ilustres, verdadeiras obras-primas. 
Parece que esse subgênero é o lar das musas do terror. Os filmes retratam situações adversas, inesperadas, tudo num ponto de vista pessoal dos personagens principal. E, assim, a imersão é maior. O telespectador mergulha fundo na história e, muitas vezes, começa a fazer parte daquele mundo. 
Claro, existem filmes que não são bons, que apelam para o clichê, como o atual O Quarto dos Esquecidos. Mas, em comparação com outros subgêneros, que caem facilmente no clichê, continuo afirmando que o terror psicológico sempre será uma área de ouro no gênero do terror.
Fonte: http://nerdprofeta.com/o-terror-e-seus-subgeneros/